Anuncios

sexta-feira, abril 06, 2012

Jeito de Mato - Paula Fernandes e Almir Sater




De onde é que vem esses olhos tão tristes?
Vem da campina onde o sol se deita
Do regalo de terra que o teu dorso ajeita
E dorme serena, no sereno sonha

De onde é que salta essa voz tão risonha?
Da chuva que teima, mas o céu rejeita
Do mato, do medo, da perda tristonha
Mas, que o sol resgata, arde e deleita

Há uma estrada de pedra que passa na fazenda
É teu destino, é tua senda, onde nascem tuas canções
As tempestades do tempo que marcam tua história
Fogo que queima na memória e acende os corações

Sim, dos teus pés na terra nascem flores
A tua voz macia aplaca as dores
E espalha cores vivas pelo ar
Ah..Ah...Ah...


Sim, dos teus olhos saem cachoeiras
Sete lagoas, mel e brincadeiras
Espumas ondas, águas do teu mar
Ah..Ah...Ah...
Ee La Ia

2 comentários:

  1. Minha ídola! Minha música preferida! Minas no coração!

    ResponderExcluir
  2. Amooooooooo essa canção, uma das mais belas de Paula. Torço para que Paula não se perca nesse mundo por onde entrou, que não perca a simplicidade, que o sucesso enorme e merecido não a faça perder a mineiridade.

    ResponderExcluir