Anuncios

sábado, outubro 12, 2013

Companheiro GPS

Nos anos 60, algum colega observador colocou-lhe o apelido de "gás nobre". Realmente, ele não combinava com ninguém.

Nunca namorou ninguém e como consequência também não se casou. Não é católico nem evangélico e nem nada.

Só um engenheiro aposentado. Continua ranheta, turrão e imarcável.

Trinta anos de Companhia Elétrica sem se dar com uma única alma. Do ascensorista, ao Governador, para ele, todos sempre foram sanguessugas, aproveitadores e incompetentes.
Aliás, na escola discordava de Pitágoras sobre o teorema da hipotenusa e catetos. Julgava-o erótico e mal formulado.
Certa vez, o avistei na fila para comprar ingresso em uma sessão do Cine Presidente.
- Oi Orlando, disse amigavelmente, vais pegar um cineminha ?
Retirando-se da fila respondeu bruscamente:
- Não vou mais. Odeio darem balanço na minha vida.
Encontrei-o na semana passada na Livraria Cultura, do Conjunto Nacional, em plena Av. Paulista.
Está conservado, porém com a mesma cara de "poucos amigos " de sempre.
Conversamos um pouco. Continua morando sozinho num apartamento dos jardins.
Itajubá ? Nunca mais. Aquilo é uma vila.
Ao ser informado que eu estava indo buscar o carro na Av. Pacaembu, não só ofereceu como insistiu para levar-me até lá.
Como discutir ? Aceitei.
No caminho até o estacionamento, talvez considerando a sua gentileza, pensei com os meus botões: "o cara não é tão teimoso quanto falam. O tempo deve tê-lo modificado para melhor".
A opinião durou até sairmos no seu carro e após a programação do GPS.
Fui ouvindo em silêncio os seus comentários:
" FDP ! virar a próxima à esquerda uma merda ! Seguir em frente ? Nem que a vaca tussa! Vá a PQP ! Rota alternativa o "escambau a quatro" . Virar à direita ? Quem foi o idiota que fez esse roteiro ?
E foi por aí aos berros e gestos discutindo com o único companheiro que o suporta até hoje.
O GPS.
É a vida.


Edson Rieira - www.vivereperigoso.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário